Latest Entries »

TRANSFORME PROBLEMAS EM OPORTUNIDADES.
Esse é um dos princípios da permacultura, do Bill Mollison no seu Designer’s manual.

Baseado nisso, e numa aula do Arno, passei a buscar informações sobre uma praga que invade muito minha casa e a de minha família: CARACOL-AFRICANO, ou caramujo-africano – Achatina fulica.

Descobri que o bicho é uma lenda urbana atual e é um ótimo alimento. Então por que não pegar esse animal que virou uma praga e usar para alimentar meus bichos (já que eu não como carne e animais) e economizar um tantinho em ração?
Fica a dica. #fkdk

E quem quiser comer também: o link abaixo ensina os cuidados a serem tomados para você ou para seus animais desde a captura, abate e preparo.

Uma mudança para esse roteiro que eu proponho, seria na forma de abate. Acredito que é muito menos cruel para abater animais de sangue frio, é o uso de congelador. Depois de todo o processo de “quarentena” quando o animal é limpo, a forma de abate ideal ao meu ver, coloque os animais na geladeira ou numa bacia com água e gelo, isso irá diminuir o seu metabolismo de forma que eles “adormecem” e deixam de sentir. Em seguida coloque num congelador onde morrerão congelados, por umas 48 horas antes de iniciar os processos de calor. Imagine como é para um animal de sangue frio morrer no calor, quando seu metabolismo está super ativado. Por isso minha proposta de alteração.

O caramujo-africano é comestível e foi introduzido no Brasil para ser consumido feito escargot mas como aqui não tinha mercado para este produto ele foi descartado sem controle na natureza e virou praga. Ele, naturalmente, não transmite doenças a não ser que elas estejam no ambiente por onde ele passa e depois você entre em contato com ele, portanto ele é um vetor. Assim como cães e gatos também são vetores de doenças e nem por isso saímos matando eles. Ele se propaga muito facilmente, se tornando praga e causando desequilíbrio ecológico, este é o seu principal problema. Além disso ele é confundido com espécies nativas que estão sendo dizimadas por competição de nicho e pela caça ignorante que deveria ser exclusiva desta espécie. O mesmo poderia ser feito com outras espécies exóticas que causam desequilíbrio, como saguis no sul do Brasil e tantos outros.

Abaixo seguem alguns materiais ratificando o que falo acima, muito importante e interessante que vejam todos, vale a pena:

meus perfis na net

Havia um tempo em que não havia internet. Ninguém tinha perfil em lugar nenhum. Aí surgiram os fotologs, depois os blogs, e depois o orkut, MySpace e assim por diante… Eu sou dos primórdios de tudo isso. Fiz minha primeira página em html à mão, código por código testando atualizando no netscape. Depois tive tudo que é perfil e página em todos os lugares. Então finalmente surgiu um site que concentrava todos os serviços num mesmo lugar, mas ele recentemente fechou, e nem consigo lembrar onde eu tinha perfil nas tantas redes sociais. Era o http://www.meadiciona.com/ventomar mas agora restou o https://about.me/marceloventuri/ que é mais simples mas tem uma função semelhante.

Eis que lembrei que tenho uma página. Não lembro minhas redes mas a medida que for lembrando, bora colocar aqui.

Algumas são sérias, outras são bagaceiras. Uma e outra eu me aprofundei na criação do perfil e descrição, várias eu criei a conta e nunca mais voltei. Então segue a lista. As primeiras são as que mais uso e acesso. As últimas as mais bagaceiras, apenas para alimentar meu vício de redes sociais e preencher fichas.

LATTES

 Facebook_logo-7panoramio Twitter-Logo Instagram-logo-005myspace_0 Picasapensador uol

familiaridade

askfm

ello-optimized-19b834d5

VK.com-logo.svg

flickr_logo

Fire Ball Church

Inspirados pelo programa Pequenas Igrejas Grandes Negócios – PIGN, que tem apoio do SEBRAI (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Igrejas), criamos a mais nova Igreja Bola de Fogo!

Assim como outras igrejas de sucesso que iniciaram suas rendas com apoio deste programa (PIGN e SEBRAI), prevemos muito sucesso para este nosso novo empreendimento. Outras igrejas que iniciaram da mesma forma: IURD (já se tornou grande com centenas de franquias), Pentecostal, Assembléia de Deus (já se tornou grande), do Nazareno, Snow ball, entre outras. O grande diferencial da Fire Ball Church está no fato de que não somos fria! Nossa fé tem como Deusa babilônica Tiamat (Aleluia), e como símbolo a estrela de fogo de 5 pontas (referenciando as cinco cabeças da Deusa Tiamat – Aleluia!). Nenhum outro Deus é tão poderoso e onipresente. Pois só Tiamat está presente em todos os elementos e meios de nosso mundo.

O significado dos poderes de Tiamat

 

  • A cabeça branca lança raios congelantes (snow ball);
  • A cabeça verde lança uma nuvem de gás venenoso;
  • A cabeça vermelha (a central, e única capaz de falar) lança bolas de fogo;
  • A cabeça azul lança energia em forma de raios;
  • A cabeça preta lança ácido.

 

O Culto

Existem diversos tipos de cultos de acordo com a escolha do cliente ops do fiel:

  1. Cultos brancos – do gelo (lembram da Snow ball church): várias pessoas cantando e dançando loucamente dentro de um ar condicionado gelado, maioria jovens empolgados e carentes que precisam por um rumo em sua vida, encontram o rumo do dragão branco.
  2. Cultos verdes – com vários incensos e repleto de pessoas naturebas que não tomam banho, estes cultos lembram woodstock.
  3. Cultos vermelhos – o principal e central de nossa igreja, é o culto do fogo. Neste os fieis atravessam brasas para se libertarem de seus pecados. Mesmo sendo preticante dos demais ao menos uma vez na vida tem que pasar por este.
  4. Cultos azuis – são os momentos mais eletrizantes. Acontecem preferencialmente em dias com relâmpados, onde os fieis correm de braços levantados orando em campos abertos. Lembra muito os cultos ao deus Thor.
  5. Cultos pretos – são secretos e apenas para iniciados.

 

LINKS – LEIA TAMBÉM:

Páginas interessantes sobre o assunto, com outras opiniões. Leituras complementares. (Os links a seguir não necessariamente representam a opinião deste autor, alguns inclusive contradizem. Tem, portanto, função de enriquecer a discussão e fazer você desenvolver sua própria opinião).

  1. https://t.co/HXjHPEBp4o – ‘Nunca vote em um religioso‘, afirma Padre Marcelo Rossi, 2014.
  2. http://www.gospelatualidades.com/2012/07/deputados-evangelicos-querem-proibir.html – Por falta de conteúdos importantes a serem propostos: Deputados evangélicos querem proibir solteiros nos motéis.
  3. http://www.sensacionalista.com.br/2014/10/30/bancada-evangelica-quer-criminalizar-o-iphone/ – Notícia não necessariamente real, devido a fonte, mas é a cara deles = Por falta de conteúdos importantes a serem propostos: Bancada evangélica quer criminalizar o iPhone.
  4. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/01/1221000-igrejas-arrecadam-r-20-bilhoes-no-brasil-em-um-ano.shtml – Igrejas arrecadam R$ 20 bilhões no Brasil em um ano.
  5. https://catracalivre.com.br/geral/gentileza-urbana/indicacao/pastor-usa-dizimo-para-construir-casas-para-quem-nao-tem-moradia/ – Pastor usa dízimo para construir casas para quem não tem moradia.

 

Roteiro para DR

Roteirinho básico para ser preenchido antes das Discussões de Relacionamentos – D.R.

Como se a vida fosse simples assim… mas não custa tentar:

Antes de ter a DR, leia o texto a seguir:

RELACIONAMENTO É PARCEIRIA E NÃO PROPRIEDADE – https://ventomar.wordpress.com/2015/06/08/relacionamento-e-parceria-e-nao-propriedade/.

Entendida esta parte, vamos a diante.

A ideia é você e seu parceiro preencherem individualmente e à vontade as tabelas abaixo, sem se censurar, livremente, para conversarem e definirem em data a ser marcada como será agora e depois o relacionamento, caso queiram permanecer juntos. Coloque tudo o que considerar importante, sem medo, sem vergonha. Pode colocar mais de uma opção de resposta isso ou aquilo, assim ou assado. É bom ir pensando e escrevendo já por alguma semana antes da DR, que dá tempo de amadurecer e modificar até conversarem. Quando achar que está maduro, troque com o parceiro.

São duas partes iguais em cada tabela: uma referente ao agora e outra referente aos desejos futuros.

Para cada pergunta há duas respostas necessárias: a situação ideal pra você e o mínimo esperado para ser bom, ou o tolerável no relacionamento.

A tabela do Futuro pode ser copiada diversas vezes criando novas etapas com prazos diferentes. Também pode-se adicionar uma ultima coluna com: “Exceto ou não aceito”.

Divirta-se.

PRESENTE – HOJE
Pergunta Ideal
No minimo
O que quer ou que tipo de relação VOCÊ quer ter com outras pessoas?
O que quer comigo?
O que espera do nosso relacionamento?

(exemplos: Relacionamento: Abrir, Trair, Mentir ou Respeitar, Falar, Confiar? )

Como isso funcionaria na prática?

E no Futuro?

FUTURO – A partir de quando??? >_______________
Pergunta Ideal
No minimo
O que quer ou que tipo de relação VOCÊ quer ter com outras pessoas?
O que quer comigo?
O que espera do nosso relacionamento?

(exemplos: Relacionamento: Abrir, Trair, Mentir ou Respeitar, Falar, Confiar? )

Como isso funcionaria na prática?

Mostrou a ideia pr@ parceir@?

Preencheu tudo. Pensou bem? Deu tempo a si para amadurecer tudo o que escreveu?
Agora é só levar para @ parceir@ para discutirem.

Possivelmente depois de ler e pensar tudo isso já acalmaram os ânimos e nem precisem mais da D.R. Talvez seja essa a ideia. Mas se ainda precisarem, terão algo claro dos objetivos de cada um. Se muito divergentes, sigam seu caminho em liberdade. Se tudo a ver, voltem a ficar bem.

Aposto que tem gente que vai pedir pro parceiro assinar o questionário depois pra ter como prova do que foi acordado. Boa sorte!

Qual a dificuldade das pessoas em entender que relacionamento é parceria e não propriedade?
Que se está com a pessoa e não se tem a pessoa.
Ele deixa de fazer algo contigo para supostamente ficar com outras pessoas ou faz isso sem perder tempo que estaria com você?
Ele deixa de te dar amor e carinho por isso?
Se sim, converse com ele. Se não por que se incomoda? Podes também propor direitos iguais, que tal você ficar com gatinhos(as) também? Já imaginou poder ficar com ele sempre que ambos puderem, e quando ele não puder mas você estiver livre poder ficar com outras pessoas ou fazer coisas que você gosta?

(esta foi uma resposta a mais uma das milhões de bobagens de gente que não sabe lidar com aparentes “traições”:
https://www.facebook.com/UFSCSegredos/posts/1608359669422484?comment_id=1608371539421297)

Já disse o Osho:

KARMA

Primeiro fique sozinho.
Primeiro comece a se divertir sozinho.
Primeiro amar a si mesmo.
Primeiro ser tão autenticamente feliz, que se ninguém vem, não importa; você está cheio, transbordando.
Se ninguém bate à sua porta, está tudo bem –
Você não está em falta.
Você não está esperando por alguém para vir e bater à porta.
Você está em casa.
Se alguém vier, bom, belo.
Se ninguém vier, também é bom e belo
Em seguida, você pode passar para um relacionamento.
Agora você se move como um mestre, não como um mendigo.
Agora você se move como um imperador, não como um mendigo.
E a pessoa que viveu em sua solidão será sempre atraídos para outra pessoa que também está vivendo sua solidão lindamente, porque o mesmo atrai o mesmo.
Quando dois mestres se encontram – mestres do seu ser, de sua solidão -felicidade não é apenas acrescentada: é multiplicada.
Torna-se uma tremendo fenômeno de celebração.
E eles não exploram um ao outro,, eles compartilham.
Eles não utilizam o outro.
Em vez disso, pelo contrário,
ambos tornam-se UM e
desfrutam da existência que os
rodeia.
_
Osho

Vejam também:

1. Relacionamento: Abrir, Trair, Mentir ou Respeitar, Falar, Confiar? – https://ventomar.wordpress.com/2014/05/26/abrir-trair-mentir-ou-respeitar-falar-confiar/.

2. Destruindo o preconceito: gêneros, sexualidades e outros – https://ventomar.wordpress.com/2014/06/04/destruindo-o-preconceito-generos-sexualidades-e-outros/.

3. Roteiro para Discussão de Relacionamento – https://ventomar.wordpress.com/2015/08/10/roteiro-para-dr/.

4. Tudo deu errado, não teve jeito = Dicas para esquecer um amor ou relacionamento – http://super.abril.com.br/blogs/cienciamaluca/3-dicas-da-ciencia-para-esquecer-um-amor/.

5. Sexo casual não precisa ser vazio, frio, raso. http://lounge.obviousmag.org/coffee_is_my_boyfriend/2015/09/sexo-casual-nao-precisa-ser-raso.html.

Pesquisas comprovam que os decibéis (vulgo barulho ou volume) do motor ou escapamento ou caixas-de-som dos veículo são inversamente proporcionais aos tamanhos dos pênis de seus respectivos proprietários (ou namorados das mesmas no caso feminino).

Relações semelhantes também foram observadas com motoqueiros que vem de longe buzinando para “abrirem caminho” ou “saírem da frente” , com motoristas que cortam a frente dos demais sem dar seta/sinal com antecedência e com motoristas que colam na traseira dando sinal de luz desenfreadamente.

Quando encontrar com esses casos sinalizem aos mesmos mostrando apenas o mindinho da mão elevado dobrando em sinal proporcional ao tamanho do membro do mesmo (campanha australiana, vide links abaixo).

https://www.youtube.com/watch?v=TvC6RryUn0Y

Campanha que liga velocidade do carro a tamanho do pênis é eficaz – http://www.estadao.com.br/noticias/geral,campanha-que-liga-velocidade-a-tamanho-do-penis-e-eficaz-diz-governo-australiano,65634

Exemplos que dão certo

O objetivo desta postagem é reunir vários exemplos de casas/famílias/propriedades/comunidades que deram certo, são sustentáveis de verdade. São exemplos de gente que entendeu os 3 princípios éticos da permacultura e que aplicou os 12 princípios do planejamento permacultural em suas vidas.

Se você não entende porque alguém faria isso, veja as razões abaixo antes de ver os exemplos (que estão a seguir).

OS MOTIVOS PARA MUDAR SUA VIDA:

“Só quando a última árvore tiver sido derrubada, o último rio tiver sido envenenado, o último peixe capturado é que vocês entenderão que não se pode comer o dinheiro”

27 imagens que comprovam que estamos em perigo – http://www.naoacredito.com.br/imagens-da-verdade/.

Video: A mentira em que vivemos – https://www.youtube.com/watch?v=C6q4t_w8TSQ.

OS EXEMPLOS DE QUE É POSSÍVEL:

Êxodo urbano: a saga de uma família que largou a cidade e foi viver no campo – http://www.papodehomem.com.br/exodo-urbano-a-saga-de-uma-familia-que-largou-a-cidade-e-foi-viver-no-campo/.

Jovem casal trocou a cidade pelo campo e vive de forma ecológica (Portugal) – http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=805848&tm=8&layout=122&visual=61.

Crise na Grécia estimula criação de comunidades sustentáveis – http://ciclovivo.com.br/noticia/crise_na_grecia_estimula_criacao_de_comunidades_sustentaveis.

Permacultura em Cuba: uma publicação livre – https://yvypora.wordpress.com/2015/04/09/permacultura-em-cuba-uma-publicacao-livre/.

Filme: Sementes da Permacultura (acione a legenda em português) – https://www.youtube.com/watch?v=2cr10nOm0xU.

PARA SABER MAIS:

Procure cursos de permacultura perto de você. Certifique-se que eles tenham pelo menos 72h teóricas e outras práticas e que cumpram os conteúdos mínimos.

Rede Permear de Permacultores (Brasil) – http://www.permear.org.br/.

Núcleo de Permacultura da UFSC (Ensino, Pesquisa e Extensão universitária) – http://permacultura.ufsc.br/ e https://www.facebook.com/groups/280358122047712/.

Paçoquita Cremosa Caseira

Chego em casa e sou surpreendido pelo viciante presentinho de minha namorada pra mim:
PAÇOQUITA cremosa!!!

0000 Mockup_Payoquita_Cremosa_180g_Frente

pra quem não sabe do que se trata, é uma manteiga de amendoim da marca paçoquita.
Mas essa merdinha viciante tem só 180 gramas (uma mixaria minúscula) e custa em torno de R$7,00. Até existem outros concorrentes bons, mas tudo caro também e nenhum tão delirante.
Como eu já havia feito manteiga de amendoim em casa, pensei em facilitar o negócio e vi os ingredientes da infeliz, e acho que é fácil:
Basicamente comprar 1kg de Paçoca (em rolha), da mesma marca até: Paçoquita, por uns R$12,00 na doceiria da rua conselheiro mafra no centro.
Colocar no liquidificador uns 100ml de óleo (pensei em usar algum saudável mas mais barato, como girassol, já que óleo de amendoim é o olho da cara também e acho que não mudaria tanto o sabor delirante), e ir adicionando as paçoquinhas até dar um ponto bem duro que não dê pra bater. Retirar, adicionar mais uma ou outra paçoquinha esmagando e misturando e está pronto!
Se quiserem conferir como se faz manteiga-de-amendoim, não é muito diferente disso, eu só simplifiquei o processo. Existem várias receitas na net, peguei a primeira que encontrei:
http://receitasdeminuto.com/manteiga-de-amendoim/

Divirtam-se!

Do jeito que ela se veste aposto que é lésbica

Meu namorado é tão delicado comigo que estou desconfiando que ele é gay

O objetivo deste texto é desconstruir e reconstruir alguns preconceitos relacionados à sexualidade, aos gêneros e outras relações,

ou ao menos tentar nos fazer refletir e mostrar que temos preconceitos, e eles podem ser muito prejudiciais para nossas relações, e então ao menos tentarmos percebê-los e controlá-los para que eles não nos controlem.

“só considerarei a sociedade madura quando pararmos de diferenciar as pessoas por gênero, cor, tamanho, sexualidade, aparência, condição corporal, roupa, renda, profissão, formação, nome ou qualquer coisa do tipo. Quando seu filho disser que está a fim de alguém e você ficar feliz por ele, seja quem ou como for a outra pessoa… E isso for espontâneo e natural pra todo mundo. É tão difícil assim?”

Este artigo trata basicamente de respeito. Faremos essa reflexão sobre preconceitos, mostrando alguns conceitos básicos (os principais atualmente) para que paremos de confundir as coisas quando tratarmos desses conceitos. Alguns desses conceitos básicos podem possuir escalas que vão de um extremo a outro, inclusive com classificações intermediárias diferentes, mas aqui publicamos o básico.

Sexo biológico:

Mulher e Homem

É a genética que define em nossa formação ainda dentro do útero de nossas mães: se nasceremos com pinto ou com vagina no meio das pernas. Também conhecido como sexo de nascença, já que pode ser alterado posteriormente através de cirurgias.

Gênero

Feminino e Masculino

Refere-se à identidade adotada ou atribuída a uma pessoa de acordo com seus genitais, sua psicologia ou seu papel na sociedade. É portanto como o indivíduo se apresenta para a sociedade, como ele se sente e expressa ser frente ao meio que frequenta.

Transgênero seriam as formas de gênero escolhida ou vivenciada pela pessoa que é diferente de seu sexo biológico. Essa mudança pode ser temporária como nos casos de CrossDressers ou CDs  – pessoas que se vestem como sexo diferente, comumente em segredo ou para os íntimos mas podendo ser público como o caso do famoso cartunista Laerte. Ou temporária como Travestis, que assumem seu novo gênero no dia-a-dia, podem tomar hormônios para ficarem mais parecidos em seu corpo, mas sem intervenção cirúrgica. Ou podem ser mudança definitiva, como nos casos de transsexuais que fizeram cirurgia de mudança de sexo.

Orientação sexual: 

AssexualHeterossexualBissexualHomossexual

Trata da forma pela qual o indivíduo sente atração frente à afetividade e sexualidade. Respectivamente: Se não sente atração por outras pessoas (Assexual), Sente atração por pessoas do sexo/ou/gênero oposto ao seu (Hetero), Sente atração por pessoas de ambos os sexos/ou/gêneros (Bi, também chamado de pansexual) e, Sente atração exclusivamente por pessoas do mesmo sexo/gênero (Homo) que o seu.

Destas quatro classificações básicas, segundo alguns estudiosos, podem ser aprofundadas em diversas outras. Como por exemplo, dentre os que não se encaixam em orientações padrões surgem os Queer – que não se consideram héteros mas não necessariamente se identificam com as outras e sim apenas como alguem que está a margem da sociedade. Dentre os Assexuados (ver também 68) também podem haver várias ramificacões internas onde podem se identificar. Ou dentro de todas elas há as pessoas que só se sentem atraídas por determinados perfis, como apenas por pessoas que considerem inteligentes (sapiosexual), ou apenas por pessoas com determinado padrão de beleza, etc. Há também os que não tem distinção, acreditam apenas que basta rolar uma química, seja com quem for. Este exemplo é chamado de Pansexual.

genero

Posicionamento:

PassivoFlexívelAtivo

Refere-se ao receber a ação ou agir no momento do ato sexual ou também em outros momentos. Quem apenas recebe é passivo, quem apenas age é ativo. Também pode-se referir ao ato de penetrar (ativo) ou ser penetrado (passivo). Quem varia ou aceita variar de posição é flexível. Os termos também valem para tratar da iniciativa em “abordar” ou “chegar no outro”, ou em tomar iniciativa em relação às coisas da vida, sendo que o que toma iniciativa é visto como ativo, e o que espera chegarem em si ou espera os outros tomarem iniciativas é passivo. É comum as atitudes frente à forma de abordar refletirem a posição na cama, mas isso não é regra.

Atitudes (no namoro):

SensívelCarinhosoForte ou com PegadaAgressivoViolento

Tratam da forma de carinhos trocadas nos momentos de intimidades.

Provimento de recursos:

DependenteSustentadoIndependenteAutônomoProvedor

Tratam de quem sustenta financeiramente ou com recursos e muitas vezes também se referem em relação quem define às decisões finais a quem. Respectivamente: Dependente é 100% sustentado ou decidido pelo outro. Sustentado é bancado pelo outro mas tem também suas atividades independentes, só que não geram recursos suficientes. Independente é quando todos os envolvidos tem seus próprios recursos e se viram por conta, auxiliando aos demais quando convir. Autônomo é aquele que tem seu recurso e não depende dos outros, mas outros podem depender dele. Provedor é o que provem 100% das necessidades (e as vezes decisões) aos demais.

Outros:

Além dos anteriores, muitos outros perfis e características podem nos levar ao preconceitos. De uma infinidade destaco alguns comuns hoje. reparem como alguns são incrivelmente absurdos, mas existem:

Cor da pele. Etnia. Origem ou Procedência. Nome da Família. Nível de educação. Trabalho ou Profissão. Classe social aparente. Status ou Marcas de produtos (roupas, veículos, utensílios, etc.). Idade. Tipo físico. Penteado ou Tipo de cabelo. Estilo e/ou Gostos. Hábitos. Tipos de Relacionamentos. Número de parceiros ou grau de Promiscuidade. Opções políticas. Etc.

Portanto, a partir dos conceitos e possibilidades acima podemos definir alguns conceitos e paradigmas e outras possibilidades de quebra destes:

ESTEREÓTIPO

Clássico machista patriarcal, quadrado, conservador, judaico-cristão que ainda é maioria numa sociedade repressora como a atual:

Homens devem ser sempre Masculinos, Heterossexuais, Ativos e com Pegada forte. Sempre Provedores (o que sustenta a casa). Fora de casa deve aparentar o garanhão para os demais, fiel para as mulheres e insaciável para demais homens. Quando jovens os meninos são mais viris o quanto antes perderem a virgindade. Mulheres devem ser sempre Femininas, Heterossexuais (podendo ser bissexuais se for agrado DELES), Passivas, Sensíveis e serem Dependentes do seu marido. Devem aparentar a pura e virginal para os demais e ser sempre fiel, casta e submissa ao marido, vindo a perder a virgindade só após o casamento.

Machismo é uma forma ignorante de preconceito, adotada tanto por homens quanto por mulheres. Pesquise sobre CISgêneros.

POSSIBILIDADES

Retornando às provocações do começo deste texto:

1. Por que não aceitamos uma mulher que se veste como homem? Ou ainda que se comporte como homem, e que goste de mulheres? Ah mas isso é comum. Só que se ela for masculina e realmente gostar de homem? qual o problema disso? “Ah, mas isso não existe” dirão alguns preconceituosos. Então se ela não se depila ela é masculina? Mas homem que se depila, mesmo que por higiene, é gay então? Se você pensa assim tenho pena do seu minúsculo cérebro machista.

2. E o garoto, por que ele não pode ser sensível, ser delicado com sua namorada? Por que ele não pode gostar exclusivamente de mulher, mas sentir prazer em ser penetrado por ela? Isso não o torna homossexual. Pensemos na história sob outro ponto de vista: muitas mulheres consideram homem bom de cama aquele que excelente nas preliminares e que sabe explorar seu corpo inteiro com as mãos e boca. Mas se o rapaz é muito carinhoso é gay? Ou quando se trata delas fazerem isso nos homens não fazem carinhos em certos lugares (bumbum, cu) por que tem medo que eles gostem? Desculpe moça, mas você é machista. E se o cara adora carinho e lambida em todo o corpo, menos nessas partes traseiras, desculpe moço, você é machista e burro! Se ambos deixassem esses pudores de lado poderiam desfrutar imenso prazer. Se for bom, qual o problema né? Se o rapaz não sabe ser carinhoso ou alternar entre pegadas com vontade e carinhos gentis, ele pode ser machista também, mas você pode tentar amaciá-lo.

Poderíamos fazer todas as misturas possíveis dentro desses perfis escolhendo aleatoriamente um de cada. Sairiam perfis que não estamos acostumados, muitos que acharíamos bizarros. Mas te garanto uma coisa, para qualquer perfil que fizermos existirão várias pessoas que se encaixam nessa descrição, e devemos respeitá-las da mesma maneira como se fosse nosso melhor amigo. Todos merecem respeito e compreensão. Pelo fim do julgamento devido ao estereótipo!

Em exemplo de estereótipo oposto ao padrão imposto como perfeito pela nossa cultura atual seria:

Homem, feminino, bissexual, passivo, negro com cabelo pixaim de origem nordestina morando em São Paulo. Sensível, gay assumido mas discreto, casado com um homem masculino liberal por quem é sustentado e, apesar de terem um relacionamento aberto e dela ter atrações bissexuais, não busca relações fora do seu namoro, sem vida promíscua. Bonito e em forma, só teve dois parceiros até hoje, a namorada anterior com quem perdeu a virgindade e o atual. Tem 35 anos e o namorado 25. Tem surdez. Classe média-baixa, mas vivendo bem nos Jardins, numa casa própria recém comprada. Ela vota sempre na direita e seu namorado sempre na esquerda.

Lembrando:

As pessoas deveriam se dar mais liberdade para sentir seu corpo e para se vestirem como se sentirem bem. Deixar os tabus de lado e entender que não existe diferença entre tocar no braço ou na cintura, e na boca ou na bunda ou no órgão sexual de alguém. Se sente prazer e se isso é bom para a pessoa e seus parceiros, é o que importa. Essa imposição de padrões deve ser ignorada e combatida. Aceitem as pessoas como elas são. Não julguem. Experimentem sem medos. antes de sermos homens ou mulheres, somos humanos. Somos né?


MANIFESTO HOMENS LIBERTEM-SE!

(by Puig Nico citando The Living Theatre: http://www.homenslibertemse.com/portal/116-2/.)

– Quero o fim da obrigatoriedade ao Serviço Militar.
– Posso broxar. O tamanho do meu pau também não importa.
– Posso falir. Quero ser amado por quem eu sou e não pelo que eu tenho.
– Posso ser frágil, sentir medo, pedir socorro, chorar e gritar quando a situação for difícil.
– Posso me cuidar, fazer o que eu quiser com a minha aparência e minha postura, cuidar da minha saúde, do meu bem estar e fazer exame de próstata.
– Posso ser sensível e expressar minha sensibilidade como quiser.
– Posso ser cabeleireiro, decorador, artista, ator, bailarino; posso me maravilhar diante da beleza de uma flor ou do voo dos pássaros.
– Posso recusar me embebedar e me drogar.
– Posso recusar brigar, ser violento, fazer parte de gangues ou de qualquer grupo segregador.
– Posso não gostar de futebol ou de qualquer outro esporte.
– Posso manifestar carinho e dizer que amo meu amigo. Quero viver em uma sociedade em que homens se amem sem que isso seja um tabu.
– Posso ser levado a sério sem ter que usar uma gravata; posso usar saia se eu me sentir mais confortável.
– Posso trocar fraldas, dar a mamadeira e ficar em casa cuidando das crianças.
– Posso deixar meu filho se vestir e se expressar ludicamente como quiser e farei tudo para incentivá-lo a demonstrar seus sentimentos, permitindo que ele chore quando sentir vontade.
– Posso tratar minha filha com o mesmo grau de respeito, liberdade e incentivo com que apoio meu filho.
– Posso admirar uma mulher que eu ache bela com respeito, sem gritaria na rua e me aproximar dela com gentileza, sem forçá-la a nada.
– Eu sei que uma mulher está de saia – ou qualquer outra roupa – porque ela quer e não porque está me convidando para nada.
– Eu sei que uma mulher que transa com quem quiser ou transa no primeiro encontro não é uma vadia, bem como o homem que o faz não é um garanhão; são só pessoas que sentiram desejo.
– Eu nunca comi uma mulher; todas as vezes nós nos comemos.
– Eu não tenho medo de que tanto homens como mulheres tenham poder e ajo de modo que nenhum poder anule o outro.
– Eu sei que o feminismo é uma luta pela igualdade entre todos os indivíduos.
– Eu nunca vou bater numa mulher, não aceito que nenhuma mulher me bata e me posiciono para que nenhum homem ou mulher ache que tem o direito de fazer isso.
– Eu vou me libertar, não para oprimir mais as mulheres, mas para que todos possamos ser livres juntos.
– Eu fui ensinado pela sociedade a ser machista e preciso de ajuda para enxergar caso eu esteja oprimindo alguém com as minhas atitudes.
– Eu não quero mais ouvir a frase “seja homem!”, como se houvesse um modelo fechado de homem a ser seguido. Não sou um rótulo qualquer.
– Quero poder ser eu mesmo, masculino, feminino, louco, são, frágil, forte, tudo e nada disso. E me amarem e aceitarem, não por quem acham que eu deva ser, mas por quem eu sou. E por tudo isso, não sou mais ou menos homem.
– Quero ser mais que um homem, quero ser humano!
– O machismo também me oprime e quero ser um homem livre!

FontePublicação Facebook by Puig Nico em 30 de maio de 2014  citando The Living Theatre: http://www.homenslibertemse.com/portal/116-2/.


LINKS – LEIA TAMBÉM:

Páginas interessantes sobre o assunto, com outras opiniões. Leituras complementares. (Os links a seguir não necessariamente representam a opinião deste autor, alguns inclusive contradizem. Tem, portanto, função de enriquecer a discussão e fazer você desenvolver sua própria opinião.)

1. Entenda identidade de gênero e Orientação sexual – http://www.plc122.com.br/orientacao-e-identidade-de-genero/entenda-diferenca-entre-identidade-orientacao/ ou aqui.

2. Por que a bicuriosidade masculina causa tanto alarde? – http://papodehomem.com.br/por-que-a-bicuriosidade-masculina-causa-tanto-alarde/ ou aqui.

3. Para pensar em sexo e dar tesão nas mulheres – http://www.parapensaremsexo.com/.

4. As regras que a esposa de Albert Einstein precisava seguir para ficar com ele – http://super.abril.com.br/blogs/historia-sem-fim/veja-as-regras-que-a-esposa-de-albert-einstein-precisava-seguir-para-ficar-com-ele/ ou aqui.

5. Homens contam o que ouviram quando foram abusados sexualmente – http://www.brasiliaempauta.com.br/artigo/ver/id/2746/nome/Homens_contam_o_que_ouviram_quando_foram_abusados_sexualmente.

6. ‘Repovoando’ o mundo de homens gentis, educados e sensíveis – http://lorenaperdigao.blogspot.com.br/2013/08/repovoando-o-mundo-de-homens-gentis.html ou aqui.

7. Trocando de lugar, os estereótipos de gênero – http://www.revistaforum.com.br/blog/2013/07/trocando-de-lugar/.

8. Nudez e vergonha do corpo – http://arthurlacerda.wordpress.com/2014/01/25/nudez-e-vergonha-do-corpo/ ou aqui.

9. Projeto Homens Libertem-se, mais links – http://www.homenslibertemse.com/portal/links-sugeridos/ ou aqui.

10. 10 coisas a saber sobre sexo pós-divórcio – http://www.brasilpost.com.br/2014/06/29/sexo-divorcio_n_5538549.html.

11. Outros estereótipos que sofrem: a cada 3 homicídios, 2 são contra negros – http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/10/17/ipea-a-cada-3-homicidios-2-sao-contra-negros/ ou aqui.

12. Outros estereótipos que sofrem: Anistia Internacional: repressão afeta mais jovens negros no Brasil – http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2013/05/22/interna_brasil,367477/anistia-internacional-repressao-afeta-mais-jovens-negros-no-brasil.shtml ou aqui.

13. Outros estereótipos que sofrem: Negros são mais abordados e agredidos – http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff060402.htm ou aqui.

14. Experimento com crianças revela que racismo ainda é forte devido a nossa educação informal (e inconsciente) deturpada – http://youtu.be/Sq4z2Vq2K1w.

15. Mais video mostrando experimento com crianças sobre preconceito e racismo intrínseco devido a cor da pele – http://www.youtube.com/watch?v=DDO3RrxmCeQ&list=LLXGPuMfiiX4zouyJsScTGng&feature=share&index=23.

16. Mais teste psicológico de racismo com crianças – http://www.youtube.com/watch?v=29kzSogJESU&list=LLXGPuMfiiX4zouyJsScTGng&feature=share&index=24.

17. CNN – Teste das bonecas e as relações raciais – http://youtu.be/CkcpROCiolA.

18. Cientista negro famoso dá uma resposta Sensacional a pergunta Por que não existem mulheres nas ciências exatas – http://www.socialfly.com.br/videos/208-este-cientista-negro-famoso-da-uma-resposta-sensacional-a-uma-pergunta-um-tanto-presuncosa ou apenas o vídeo original – http://youtu.be/KEeBPSvcNZQ.

19. Moça, você é machista (facebook) – https://www.facebook.com/mocavceemachista.

20. Sou homem: Entrei Em 10 Lojas e Provei 20 Looks Femininos – http://eaiconteudo.com.br/blog/entrei-em-10-lojas-e-provei-20-looks-femininos/.

21. Gosto não se discute: Fio dental para homens – https://estilo.catracalivre.com.br/2014/06/lancada-na-reino-unido-sunga-estilo-fio-dental-para-homens/.

22. Machismo: e se fosse um pedreiro fazendo isso? – http://www.revistaforum.com.br/blog/2014/06/machismo-e-se-fosse-um-pedreiro/.

23. Gênero e Marketing. Video no facebook – https://www.facebook.com/photo.php?v=309830302512830.

24. Mulheres protagonistas sem final romântico mas com amor começam a surgir nos filmes Disney – http://www.revistaforum.com.br/questaodegenero/2014/06/03/malevola-frozen-e-valente-o-amor-entre-mulheres-comeca-despontar/.

25. Em defesa da liberdade de mostrar o peito: Biquini com estampa de mamilo – https://estilo.catracalivre.com.br/2014/06/mulheres-criam-biquini-com-estampa-de-mamilos-como-forma-de-protesto/.

26. Cartilha japonesa de orientação sexual em escolas –  http://www.revistaforum.com.br/blog/2014/06/em-cidade-japao-criancas-e-adolescentes-recebem-cartilha-sobre-diversidade-sexual/.

27. Mesma foto de mulher é photoshopada em diferentes países para se comparar padrões de beleza – http://www.hypeness.com.br/2014/06/mulher-e-photoshopada-em-paises-diferentes-para-comparar-padroes-de-beleza/.

28. Sexualidade feminina e muitos links bons – http://www.brasilpost.com.br/2014/06/28/sexo-fotos-exposicao_n_5539035.html.

29. Peça é cancelada após protagonista brigar com espectador que gritava insultos homofóbicos – http://oglobo.globo.com/cultura/teatro/peca-cancelada-apos-protagonista-brigar-com-espectador-que-gritava-insultos-homofobicos-12715241#ixzz33mBunD6Z ou aqui.

30. A incrível geração de mulheres que foi criada para ser tudo o que um homem NÃO quer – http://www.geledes.org.br/incrivel-geracao-de-mulheres-que-foi-criada-para-ser-tudo-o-que-um-homem-nao-quer/ ou aqui http://blogs.estadao.com.br/ruth-manus/a-incrivel-geracao-de-mulheres-que-foi-criada-para-ser-tudo-o-que-um-homem-nao-quer/.

31. A fabulosa geração de gays que nasceu para ser tudo que ninguém quer – http://www.revistaforum.com.br/blog/2014/07/fabulosa-geracao-de-gays-que-nasceu-para-ser-tudo-que-ninguem-quer/.

32. Nos anos 50, homens frequentavam casa secreta para agir e vestir como mulheres –  https://catracalivre.com.br/geral/design-urbanidade/indicacao/nos-anos-50-homens-frequentavam-em-casa-secreta-para-agir-e-vestir-como-mulheres/. Mias sobre Casa Susanna aqui e aquihttps://www.flickr.com/photos/marikita_tv/2617545035/in/photostream/ e http://lightbox.time.com/2014/04/14/casa-susanna/#1.

33. Imagens e mais textos do “Pelo direito de broxar, falir e ser sensível, campanha pede que homens libertem-se do machismo”  – https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/pelo-direito-de-broxar-falir-e-ser-sensivel-campanha-pede-que-homens-libertem-se-do-machismo/.

34. Fotógrafo francês registrou mais de 400 bailes e mostra o funk como você nunca viu; leia entrevista – https://catracalivre.com.br/geral/design-urbanidade/indicacao/fotografo-frances-registrou-mais-de-400-bailes-e-mostra-o-funk-como-voce-nunca-viu-leia-entrevista/.

35. Vídeo: Hetero Passivo? Como assim?! – http://www.youtube.com/watch?v=MgST3Z8iC-o.

36. 10 experiências sexuais que todos deveriam ter uma vez na vida – http://www.obaoba.com.br/pegacao/noticia/10-experiencias-sexuais-que-todos-deveriam-ter-uma-vez-na-vida.

37. Video: HOMENS LIBERTEM-SE! (HLS!) – https://www.youtube.com/watch?v=DBSTHArYJwQ .

38. Formada em Letras, Lola Benvenutti vai além da web e lança livro para falar de sua vida como garota de programa – https://catracalivre.com.br/geral/urbanidade/indicacao/formada-em-letras-lola-benvenutti-vai-alem-da-web-e-lanca-falar-de-sua-vida-como-garota-de-programa/.

39. Por que mamilos femininos tem que ser censurados da net e os masculinos não? (site em inglês) – http://racked.com/archives/2014/07/10/cara-delevingne-devises-simple-freethenipple-explainer.php.

40. Documentário mostra dia-a-dia de adeptos do poliamor – https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/documentario-mostra-dia-a-dia-de-adeptos-do-poliamor/ – e o vídeo em – http://vimeo.com/23988620 ou https://www.youtube.com/watch?v=H3SbBZNotuc.. Veja Também: Três documentários que falam sobre poliamor e suas infinitas maneiras de dizer ‘eu te amo’ – https://catracalivre.com.br/geral/invencoes-ideias/indicacao/tres-documentarios-que-falam-sobre-amor-e-suas-infinitas-maneiras-de-dizer-eu-te-amo/.

41. Você acha que homens podem algo e mulheres não? Ou que homens/mulheres TEM que ser assim? Antes de criticar o feminismo, entenda: Feminismo para leigos – http://www.cartacapital.com.br/blogs/feminismo-pra-que/feminismo-para-leigos-3523.html.

42.‘Não vim aqui para assistir a filme gay’: reações conservadoras a cenas do filme ‘Praia do Futuro’- http://oglobo.globo.com/sociedade/nao-vim-aqui-para-assistir-filme-gay-reacoes-conservadoras-cenas-de-praia-do-futuro-12561831

43. Entrevista com o Clitóris – http://desenhares.wordpress.com/2014/02/08/entrevista-com-o-clitoris-guardo-ainda-muitos-segredos/.

44. Video: Clitóris, Prazer proibido – https://www.youtube.com/watch?v=AAOgnyiKiqU.

45. Quando um encontro vira uma agressão (em espanhol) –  http://www.pikaramagazine.com/2012/11/%E2%80%9Cyo-queria-sexo-pero-no-asi%E2%80%9D-lo-que-iba-a-ser-un-encuentro-deseado-se-convierte-en-una-agresion-sexual-esa-situacion-es-mas-frecuente-que-el-estereotipo-de-violacion-por-parte-de/.

46. Se eu pedir para ser penetrado, a mulher vai me achar gay ou estranhar? – http://www.pergunteaumamulher.com/2014/09/se-eu-pedir-para-ser-penetrado-a-mulher-vai-me-achar-gay-ou-estranhar.html.

47. Puta, Piranha, Vagaba não é Xingamento – http://www1.folha.uol.com.br/colunas/gregorioduvivier/2014/01/1393513-xingamento.shtml.

48. Monogamia pra quem? Blogueiras Negras – http://blogueirasnegras.org/2014/09/04/monogamia-pra-quem/.

49. Drauzio Varella diz que homofobia “é ignorância” e manda recado para pastores – http://www.meionorte.com/noticias/drauzio-varella-diz-que-homofobia-e-ignorancia-e-manda-recado-para-pastores-258959 e https://www.youtube.com/watch?v=rqi-UTb9f9Y.

50. A diferença entre amor e desejo, segundo seu cérebro – http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Neurociencia/noticia/2014/07/diferenca-entre-amor-e-desejo-segundo-seu-cerebro.html.

51. O padrão estético “sem pelos” e a ditadura da depilação – https://catracalivre.com.br/geral/design-urbanidade/indicacao/coletivo-de-artistas-questiona-o-padrao-estetico-sem-pelos-e-a-ditadura-da-depilacao/.

52. Existe amor e sexo na Velhice – https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/serie-fotografica-mostra-que-existe-amor-e-sexo-na-velhice/.

53. Marcelo Tas fala da relação com filho transexual – http://www.correiodoestado.com.br/variedades/-marcelo-tas-fala-da-relacao-com-filho-transexual/228396/ .

54. Vídeo mostra cantadas que mulher recebe nas ruas – http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/10/141028_video_cantadas_rb .

55. Suicídio assistido: após último desejo jovem adia a própria morte – http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/10/141030_jovem_morte_ultimo_mdb .

56. Pesquisa revela as fantasias sexuais mais comuns entre homens e mulheres – http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/pesquisa-revela-as-fantasias-sexuais-mais-comuns-entre-homens-e-mulheres.

57. Fotos em P&B e Sépia mostram as drag queens do século XIX – https://estilo.catracalivre.com.br/modelos/fotos-em-pb-e-sepia-mostram-as-drag-queens-do-seculo-xix/.

58. Chega de fiu fiu, quer o fim do assédio – http://www.oserrano.com.br/view.asp?tipo=Local&id=35511.

59. Além do “masculino” e “feminino”: Facebook já permite personalizar gênero no Brasil – http://info.abril.com.br/noticias/internet/2015/03/alem-do-masculino-e-feminino-facebook-ja-permite-personalizar-genero-no-brasil.shtml.

60. Mais que questão de respeito: Ilustrações mostram como comentários maldosos afetam a vida das pessoas. http://www.hypeness.com.br/2014/07/como-podem-ser-danosas-algumas-coisas-que-falamos/.

61. Deixa alguém gostar de você, caralho!!! – http://umtravesseiroparadois.com.br/deixa-alguem-gostar-de-voce-caralho/.

62. Guia Gay: 10 passos para pegar um cara “heterosexual” – http://sossolteiros.bol.uol.com.br/guia-gay-10-passos-para-pegar-um-cara-heterosexual/.

63. Dicas sexuais? Guia Vice para diversas coisas: Chupar xoxota, Fazer boquete, Para lésbicas chuparem xoxota, etc. – http://www.vice.com/pt_br/read/guia-vice-para-chupar-xoxota e http://www.vice.com/pt_br/read/guia-vice-para-fazer-um-boquete e http://www.vice.com/pt_br/read/guia-lesbico-para-chupar-xoxota. Nas próprias páginas tem links para outras interessantes.

64. Ótimo artigo: Biologia e Psicologia: A verdadeira origem da homossexualidadehttp://climatologiageografica.com/atualizado-biologia-e-psicologia-a-verdadeira-origem-da-homossexualidade/.

65. Cavalheirismo é machismo – http://www.papodehomem.com.br/cavalheirismo/.

66. A incrível geração de mulheres que foi criada para ser tudo o que um homem não quer – http://www.sabiaspalavras.com/a-incrivel-geracao-de-mulheres-que-foi-criada-para-ser-tudo-o-que-um-homem-nao-quer-2/.

67. Sexo anal: 5 motivos para perder a vergonha e tentar – http://sossolteiros.bol.uol.com.br/sexo-anal-5-motivos-para-perder-a-vergonha-e-tentar/.

68. E a vida sem sexo, como vai? Melhor que sexo. Conheça um pouco mais sobre Assexualidade – http://tab.uol.com.br/assexuais/.

69. Discussão sobre Gênero na Escola e Educação – Professora e Pesquisadora de Estudos de Gênero comenta declaração de prefeito de Florianópolis sobre Plano Municipal de Educação – http://professorlinoperes.com.br/?mod=pagina&id=406 – Entenda o caso: https://www.facebook.com/everson.mendes.79/posts/1479152062395243 e https://www.facebook.com/everson.mendes.79/videos/vb.100009013893043/1479357275708055/?type=2&theater .

70. Sexualidade na Educação – Direto ao ponto: As principais dúvidas sobre Educação Sexual – Sexo, identidade de gênero e orientação sexual: quais as diferenças? – http://revistaescola.abril.com.br/blogs/educacao-sexual/2013/05/30/os-jeitos-sexuais-de-ser/.

71. RELACIONAMENTO É PARCEIRIA E NÃO PROPRIEDADE – https://ventomar.wordpress.com/2015/06/08/relacionamento-e-parceria-e-nao-propriedade/.

72. Lingeries masculinas conquistam mais adeptos a cada dia; você usaria? Cuelcinhas – https://estilo.catracalivre.com.br/comportamento/lingeries-masculinas-conquistam-mais-adeptos-a-cada-dia-voce-usaria/. Outros sites relacionados: https://bodyaware.com/. http://www.hsmens.com.br/. http://www.hommemystere.com/.

73. Fluidez sexual: não somos APENAS gays ou héteros – Vlog Sem H – https://www.youtube.com/watch?v=qF_6cxPndPc.

74. Desde posições mais comuns até brinquedos mais usados, rede mapeou o perfil sexual do brasileiro – http://elastica.abril.com.br/o-sexlog-rede-social-de-sexo-reuniu-dados-reveladores-sobre-o-que-a-galera-curte-na-cama.

75. A curiosa cidade onde as meninas desenvolvem pênis quando chegam à puberdade – http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=35650.

76. As Hiper Mulheres do Xingu – Esqueça o que aprendeu sobre “comportamento sexual feminino” – https://asminanahistoria.wordpress.com/2015/09/29/as-hiper-mulheres-esqueca-o-que-aprendeu-sobre-comportamento-sexual-feminino/.

77. dez coisas que homens fazem errado durante o sexo – http://vulvarevolucao.com/2015/10/05/10-coisas-que-homens-fazem-errado-durante-o-sexo/.

78. Homens héteros falam sobre o prazer de se vestirem como mulher. Enquete da reação das mulheres – http://mulher.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2015/10/09/homens-heteros-falam-sobre-o-prazer-de-se-vestirem-como-mulher.htm?cmpid=fb-uolnot.

79.Cantora Bárbara Eugênia tira a roupa em show para pedir naturalização da nudez – http://f5.folha.uol.com.br/celebridades/2015/11/1701129-cantora-barbara-eugenia-tira-a-roupa-em-show-para-pedir-naturalizacao-da-nudez.shtml.

80. Parece 1915, mas é 2015: campanha usa notícias para abordar igualdade de gênero. http://www.adnews.com.br/publicidade/parece-1915-mas-e-2015-campanha-usa-noticias-para-abordar-igualdade-de-genero e veja o video abaixo (inglês)

81. Livro ensina a discutir com fascistas: Parabéns, atingimos a burrice máxima – A “baranga” Simone de Beauvoir e a importância de um livro que ensina a conversar com fascistas. http://brasil.elpais.com/brasil/2015/11/09/opinion/1447075142_888033.html.

82. Qual é o seu talento sexual?? (teste) – http://mulher.uol.com.br/comportamento/quiz/2015/11/22/qual-e-o-seu-talento-sexual.htm.

83. Brasileiro é falso moralista e duas-caras quando se trata de sexualidade, dizem historiadores – http://mulher.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2012/04/27/brasileiro-e-falso-moralista-e-duas-caras-quando-se-trata-de-sexualidade.htm.

84. Educação de gênero: por um ensino sem “coisa de menino” e “coisa de menina” – http://naescola.eduqa.me/carreira/educacao-de-genero-por-um-ensino-sem-coisa-de-menino-e-coisa-de-menina/.

85. 48 frases que homens escutam ao longo da vida (e que são ruins pra todo mundo) – https://www.facebook.com/HuffPostBrasil/videos/1149354551741464/.

86. 48 Things Women Hear In A Lifetime (That Men Just Don’t) – 

 

87. Racismo | Nerdologia 90. https://www.youtube.com/watch?v=qip5YJw-f9c .

88. Existe cura gay? | Nerdologia 86. https://www.youtube.com/watch?v=8zx8HXIZ-44.

.

89. Sexo casual não precisa ser vazio, frio, raso. http://lounge.obviousmag.org/coffee_is_my_boyfriend/2015/09/sexo-casual-nao-precisa-ser-raso.html.

90. Movimento apoia professor afastado por uso de saia. http://correio.rac.com.br/_conteudo/2016/03/campinas_e_rmc/419697-movimento-apoia-professor-afastado.html.

91. Videos exploram erotismo com frutas por Stephanie Sarley. http://stephaniesarley.com/videos/. e

 

 

92. Pai dá cozinha rosa para filho aprender que não existe brinquedo de menina ou de menino. http://maternar.blogfolha.uol.com.br/2016/03/04/pai-da-cozinha-rosa-para-filho-aprender-que-nao-existe-brinquedo-de-menina-ou-de-menino/?cmpid=facefolha

93. Coleção sobre antiprincesas e antiheróis ajuda a desconstruir estereótipos de gênero em sala de aula  – Livros resgatam personagens latino-americanas como Frida Kahlo, Violeta Parra e Clarice Lispector – http://www.cartaeducacao.com.br/reportagens/colecao-sobre-antiprincesas-e-antiherois-ajuda-a-desconstruir-estereotipos-de-genero-em-sala-de-aula/.

94. “Deixando o X para trás na linguagem neutra de gênero”, por Juno – http://partidopirata.org/deixando-o-x-para-tras-na-linguagem-neutra-de-genero-por-juno/ ou original em https://naobinario.wordpress.com/2014/11/01/deixando-o-x-para-tras-na-linguagem-neutra-de-genero/.

95. Eram os indígenas transgêneros? Índios americanos chegavam a ter até 5 gêneros. Redução aos opostos binários homem-mulher veio com europeus. – http://outras-palavras.net/outrasmidias/?p=329861.

96. Sexo pode ser o que você quiser: manifesto por uma sexualidade menos careta – http://www.casalsemvergonha.com.br/2014/06/03/sexo-pode-ser-aquilo-que-voce-quiser-manifesto-por-uma-sexualidade-menos-careta/ ou aqui.

.

TRAIR OU NÃO: EIS A QUESTÃO

Em relacionamentos sempre aparece a questão de traição. Sempre.

Acredito muito na liberdade individual dentro dos relacionamentos. Não estou defendendo a traição. Apenas que os casais devem, e muito, se curtir ao máximo, e em alguns momentos de seu longo tempo juntos, devem experimentar coisas e/ou pessoas diferentes para aprender algo novo, mesmo que seja para concluírem que não gostam disso ou daquilo, ou que se amam tanto que não precisam de mais ninguém ou de nenhuma fantasia diferente ou extra-conjugal.

Mas como conversar sobre isso? Em qual perfil vocês podem se encaixar ou querem provar? Após conversas com diferentes amigos e outras fontes, resolvi escrever um outro ponto de vista sobre o assunto traição. Normal sentirmos medo de sermos traídos. Ninguém gosta de ser traído. Digo ninguém com tanta razão pois, se é consentido, não é traição, mesmo que seja uma fantasia ou maquiado para que pareça traição (pra quem aprecia, cornos, cuckholders e afins, o que é outro assunto). Então, por que tememos?

Tememos ser traídos por medo de perder.

Perder o que? Esta é a questão. Por medo de perder “o outro”, a pessoa que nos escolheu para viver conosco. Mas pera aí. Então fulanx trai, se arrepende e conta para a mulher ou marido a fim de não ter mais segredos com elx. E o indivíduo que “foi traído” termina, por que não dá mais pra confiar! Acabou. Ponto final. Tchau. É isso aí. Pronto ferra tudo… E todos aqueles anos de relacionamento, toda a história que passaram juntos, todos momentos lindos, quem sabe até filhos, tudo de bom, sonhos, amizades, cartinhas, passeios, viagens, fotos… etc etc coraçõezinhos e blá blá blá = tudo jogado fora e restrito ao passado, por causa de uma ação boba não perdoada?????? Pera aí, não faz o menor sentido isso!!!! Não estou defendendo que devemos ser tapados e cornos mansos e perdoar todas as traições ou que nunca devemos contar pra não machucar o outro. Apenas quero incitar a reflexão. Que se pense, de preferência antes de fazer. Que, de preferência, haja consenso.

Nossos relacionamentos são reflexo de nossa sociedade.

Os relacionamentos amorosos (e não só eles) são muito baseados na educação que recebemos, principalmente da sociedade. E nossa sociedade é tradicionalmente proprietária, machista e conservadora, mas também burra. Consequentemente os relacionamentos convencionais, hoje são assim também. Felizmente o mundo está aprendendo a ver (o óbvio) que os seres são humanos, são vivos e que humanos não são propriedade. Exemplificarei abaixo alguns tipo de relacionamentos possíveis, dos que já ouvi falar, para vocês – parceirxs, namoradxs, casadxs – escolherem. Após a escolha, conversem bem, deixem claras as regras, e experimentem. Também definam uma data para conversar sobre o assunto e avaliar se o tipo de relacionamento serve para vocês, ou se não, trocar por algum outro. Para entender os tipos vale esclarecer algumas expressões: Ficar: 1. ter intimidade com alguém por um tempo. 2. beijar alguém com intimidade, normalmente na boca e de língua. Amassos: troca de carícias, envolvendo normalmente beijos, carinhos e carícias com as mãos e outras partes do corpo. “Mão-boba”. Amassos calientes: troca de carícias, envolvendo normalmente beijos, carinhos e carícias com as mãos e outras partes do corpo com os órgãos sexuais e partes íntimas, sem haver penetração. Também chamado comumente de preliminares. “Mão-boba” acompanhada de masturbação e/ou sexo oral, chupadas, sem haver penetração se encaixam neste padrão. Transar: Ter relações sexuais com alguém envolvendo penetração ou intimidades profundas entre os órgãos sexuais e partes íntimas.

Tipos de Relacionamentos comuns:

Tipos de Relacionamento

 Descrição

Convencional Se caracteriza por um casamento ou namoro sem conversa sobre que tipo de relação o casal vai optar por ter, pois está subentendido por ambos, devido ao que acreditam que a sociedade prega, que é óbvio e não precisa se falar a respeito. Aqui em nossa sociedade ocidental, patriarcal, machista (enrustida) e conservadora ficará subentendido, e será considerado óbvio portanto, que não se pode ficar com outras pessoas. Nenhum dos dois pode sequer pensar em ficar com outras pessoas. Este tipo de relacionamento é o que acarreta muitas cenas públicas ridículas de ciúmes entre casais, pois isto é prova cabal que não dialogam. Ver site recomendado número 1.
Tradicional assumido Trata-se de um relacionamento tradicional contemporâneo onde o casal conversa e decide que esta é a melhor opção para eles: relacionamento de apenas duas pessoas – o casal (normalmente heterossexuais, mas pode ser tradicional da mesma forma em relacionamentos homossexuais), onde nenhum dos dois terá relacionamentos com outras pessoas, sem ficar, e jamais pensar em algo mais complexo que isto como amassos, ou transar com alguém que não seja o casal, ou até mesmo traições virtuais – hoje em dia isto também tem que ficar bem claro – algo como: pode ou não fazer sexo virtual com outras pessoas, ou que tipos e conteúdos de conversas é possível ter com amigos ou desconhecidos pelo meio virtual.  (leitura complementar 1).
Enrolados “Quando o casal está apenas ficando, mas ainda não consideram que estão namorando”. Por este motivo normalmente consideram que está subentendido que, se rolar, podem ficar com outras pessoas (novamente, pois é comum pessoas não gostarem de conversar sobre relacionamento). Neste caso o ficar pode tomar um sentido “mais adulto” e envolver amassos calientes e transas. Mas existem pessoas que acreditam que esteja subentendido exatamente o contrário: “que se está enrolado comigo não pode ficar com mais ninguém”. Detalhe que normalmente nunca falaram a respeito, pois neste tipo de relacionamento normalmente não tem intimidade ou segurança para isso.  (1 e 2 e 3 e 4).
P.A. ou B.A. ou A.C. Siglas de Pau-amigo (ou Pepeka Amiga) ou Buceta-amiga ou Amizade Colorida. Semelhante aos enrolados ou ficantes, mas com a grande diferença de que deste relacionamento não se espera nada além de sexo. São pessoas normalmente amigas e boas de cama para quem “ligamos” quando estamos apenas com carência física de sexo. Não se trata de alguém que iremos convidar para o cinema, um jantar a luz de velas ou para apenas ficar conversando enquanto vemos um romântico pôr-do-Sol e sim para aproveitar que os roomates viajaram para inaugurar o colchão novo ou aquela lingerie safada. (18 e 26).
A Amizade Colorida se difere um pouco do P.A., pois pode ser um amigo, que sai e convida para a balada, sabendo que pode rolar um sexo gostoso depois, mas sem apego, sem compromisso, sem cobrança, sem ligar no dia seguinte: “só amigo”, cineminha, balada, bar ou jantarzinho… mas com bônus quase certo depois.
Relacionamento Aberto e
Livre
Relacionamento Aberto Limitado: Um casal (namorados ou casados ou amasiados ou que morem junto), que decide de forma clara que é possível que algum dos dois, ou os dois, fiquem com outras pessoas fora do casal, mas com regras claras limitantes decididas por ambos em acordo mútuo, por exemplo: Só pode ficar com outra pessoa no mesmo ambiente (por exemplo em festas que ambos estejam) ou o contrário, sem que o outro veja, só em momentos que o parceiro não esteja junto;  ou Só com conhecidos ou o contrário – só com desconhecidos; ou Não pode deixar rolar amassos (não deixar rolar mão-boba, ou sem tocar partes íntimas, etc), sem sexo mas só beijos; ou que Sempre deve-se contar ao outro que ficou com alguém ou ao contrário, sem que o outro saiba; Só se for com pessoas do mesmo sexo (homo) ou só do sexo oposto; Só na casa do casal ou só fora ou só em locais específicos como boates comuns ou casas de swing; Se pode ou não conhecidos pela internet/tinder/etc; Se assumindo para os amigos/família ou em sempre em segredo; ou Só se for a 3 (menáge), isto é, sempre ambos ficando com uma terceira pessoa, o que, em casais hétero, sempre haverá um bi nestes momentos. Etc. As regras podem ser diversas, de acordo com a necessidade e criatividade do casal (2 e 63 e 104).

Relacionamento Aberto Completo: Semelhante ao anterior, em que o casal decide claramente que ambos podem ficar com outras pessoas, mas à vontade, quando, como e onde quiserem, sem necessariamente precisar dar alguma satisfação ao parceiro. É portanto o relacionamento com menor chance de traição, por definição (2 e 63 e 104).

Relacionamento Livre: é comumente confundido com aberto completo, mas o enfoque é um pouco diferente. Nesta forma de relacionamento não existe limite: estamos juntos por que queremos estar e isso nos faz bem, mas se quisermos ou não ficar com outras pessoas isso é possível. Já AMOR LIVRE é algo ainda mais libertário, no sentido de considerar que não temos obrigação de nada. Se eu quiser ficar solteiro para sempre, que assim seja, e se  em algum momento quiser ficar com duas ou três pessoas simultaneamente, tá valendo. Basta lembrar a regra de respeito e consensualidade sempre. Não exijo nada e não aceito cobranças. (mais em 67 e 107)

Corno assumido ou cuckold ou cuckquean
Neste tipo de relacionamento “aberto”, o casal conversa e decide que um dos dois será o corno e o outro o traidor. Em comum acordo esse papel pode ser trocado, ou não, sendo que o traidor pode passar a ser corno enquanto o corno passa a ser o traidor. Mas este tipo de relação SEMPRE envolve um que trai e o outro que não trai mas neste momento quer ou gosta de ser traído.   O tipo de relação mais comum envolve marido corno e esposa traidora (ou infiel, como eles dizem). De acordo com site especializado no assunto, o nível de cornitude pode variar, por exemplo, de apenas gostar da ideia de aceitar, com prazer, em saber que sua esposa fica com outros homens sem saber os detalhes, até ao ponto de ser humilhado por ela e pelos amantes dela, com direito a beber o esperma deles, e/ou usar um cinto-de-castidade ou gaiola-de-castidade (daí o nome em inglês cuckold), enquanto usa roupinhas femininas dela e chupa o amante junto com a esposa, e/ou até assumindo a gravidez dela pelo outro. Se a situação for exatamente inversa, em que o marido fica com outras pessoas e a esposa apenas assiste e consente, ela pode ser chamada cuckquean ou corna. (Leituras complementares 1014 e em especial o 15).
Relacionamento múltiplo assumido ou poliamor Aqui se encaixam as pessoas que possuem, assumidamente, relacionamento amoroso ou sentimental, com completo envolvimento, com mais de uma pessoa ao mesmo tempo. O tipo de relação em relação à fidelidade pode ser igual a qualquer um dos anteriores, mas neste caso não se trata de um casal de duas pessoas apenas, pode ter diferentes formas, das quais as mais comuns são: Relacionamento a três ou threesome (que em inglês também é associado ao menáge, que é ato sexual envolvendo três pessoas): Neste caso os três ficam entre si (ou não), podendo dividir a mesma casa e objetos, como um casal de duas pessoas, mas em três. Não preciso dizer que pode ser formado por três pessoas do mesmo sexo (MMM ou FFF) ou duas de um sexo e uma de outro (MFM ou FMF ou MMF ou FFM, etc). (19). Relacionamentos duplos simultâneos (ou triplos ou mais): aqui o casal, normalmente namorado ou casado, assume que cada um tem um outro relacionamento independente com outra pessoa, que pode ser assumido em público ou apenas para os envolvidos. Por exemplo: o casal  – homem e mulher – são casados, mas ele tem a namorada dele, com quem também sai em público e ela até conhece a esposa e sabem uma da outra. E ela, a esposa, tem seu namorado, na mesma relação como ele que o marido tem com sua namorada. No caso, estes namorados do casal também podem ter outros relacionamentos com outras pessoas diferentes ou não. Portanto, como falei acima, este “casal de 3″ ou  casal múltiplo” pode decidir ter um relacionamento tradicional assumido, isto é, sem ninguém ficar com qualquer pessoa além das envolvidas e que não estejam nessa relação, ou algo mais aberto, de forma limitada ou completa. (Poliamor – 24 e 33 e 68 e 102 e 103 e 105 e ).

É importante realçar que EM TODOS OS TIPOS DE RELACIONAMENTOS citados, com exceção do primeiro (infelizmente) – convencional – devem sempre haver conversas claras entre o casal, deixando certo todas as regras do que se pode ou não se pode. E que além destes tipos mais comuns, existem outros que podem ser abordados em outro momento (16). Agora sim podemos afirmar que TRAIÇÃO é desrespeitar qualquer uma das regras conversadas anteriormente. Se não foi acertado, pode não ter sido traição, mas sim, falta de clareza. Isto é: conversem mais! Se não conseguem ter clareza no que pode ou não no vosso relacionamento, como querem ter um relacionamento saudável e seguro. Vale lembrar que alguns relacionamentos deixam as regras muito claras, mas elas não servem para os dois, isto é, os dois precisam aceitar as regras, sempre. Senão, não tenha essa relação. (Leituras complementares 4, 5, 6, 7, e 9).

tipos de poliamor

Mapa da Não-monogamia, a quem interessar entender que tipo de relacionamento não monogâmico deseja propor para seus parceiros.

Opção

Quando optamos por ter um relacionamento sério com alguém, seja namoro, casamento ou morar junto, fazemos um acordo. Esse acordo envolve muitas coisas, mas acredito que a mais importante é:

Tentarei te fazer feliz todos os dias que estivermos juntos!

Muito mais do que “não te trairei” ou “não beijarei mais ninguém” ou “não sairei do teu lado”, etc. Entende a diferença? (2) O que é te fazer feliz? Fazer feliz, é antes de tudo, entender o outro como indivíduo. Como ser independente de mim, com sua história e livre. Que está comigo por que quer, por que me ama e por nada mais. Por que sabemos ser felizes juntos.

Mas quem ama não trai!”

Não trai, mas deixa de fazer o que gosta? Isso pode não ser trair o outro mas ao deixar de fazer o que gosta, você não está deixando de ser você? E deixando de ser você não está se traindo? Isso não é bem pior?

Depois que houver traição nunca mais será a mesma coisa“.

Sério que teu relacionamento e uma linda história de amor, futura família e tudo o mais se resume a isso?

Como você se sente quando sai na rua, num dia comum, e no sentido contrário vem aquele monumento artístico lindo do sexo oposto (ou não para os homos e bis), te dá aquela olhada de cima abaixo que inevitavelmente te faz sorrir?

Em minha doce e humilde opinião, jamais deveríamos nos sentir culpados por isso e sempre felizes, mesmo que apenas por dentro. Mas quando estamos em relacionamentos opressores (seja pelo parceiro ou pela nossa educação cultural ou familiar ou religiosa), nos sentimos mal após passar por essa deliciosa experiência e culpados por termos nos sentido bem. Mas se sequer nos sentimos felizes e nem tivemos vontade de sorrir com esta situação, acho que precisamos de uma terapia – sério! Mas se nos sentimos felizes e preferimos esconder isso do mundo e do parceiro, acho que é bom rever seu relacionamento. Quem disse que seu parceiro não sente o mesmo? Quem disse que isso não pode ser muito bom para ambos, e ainda assim continuarem casados e felizes para sempre… só que com uma autoestima bem melhor. Não acha? Lembro que estou aqui para instigar e não apresentar respostas. Muitas vezes os casais (que inclusive podem ser de mais do que duas pessoas como explicado no quadro acima, papo para outra postagem, por que não?) NÃO querem ficar com outras pessoas. Tudo certo, que não fiquem e sejam felizes. Muitas vezes (que creio ser mais comum), as pessoas pensam em ficar com outras pessoas eventualmente (sem perder o lindo sentimento pelo parceiro), mas não o fazem por terem esse acordo, na maioria das vezes apenas implícito (isto é, sem nunca terem conversado a respeito, como explicado no quadro acima). Ou o fazem em segredo, pois o/a parceirx “jamais entenderia”, ou “não perdoaria”. Mas por que não conversam então?

O grande problema volta a ser que as pessoas não conversam!!!!

Por isso enquanto namorados, o ideal é que as pessoas tenham abertura para conversar sobre TUDO com seus parceiros, sempre. Claro que o mundo não é assim perfeito e as situações e climas nem sempre nos favorecem. Mas que nos permitamos estar abertos a estes assuntos. Antes de mais nada, a ouvir o parceiro, sem julgar. (4)

Fácil falar né? Agora vamos tentar…

É, na prática pode não ser tão fácil, ainda mais em relacionamentos que já estão viciados nos mesmos assuntos. Mas Não é impossível, convenhamos.

Como fazer afinal?

Proponho que em vez de trair, a opção seja de conversar com o parceiro antes de ficar com outras pessoas e, neste caso, assumir um relacionamento com abertura eventual ou permanentes, mas, diga-se de passagem, sempre assumidas para ambos e de preferência combinados todos os detalhes (ver exemplos de Relacionamento aberto limitado no quadro acima). Isso ainda não é necessariamente ter um relacionamento aberto. Não é porque vocês combinaram que dia tal vão ver se agarram alguém, que já vai sair por aí mudando seu status de relacionamento no facebook ou nas outras redes sociais, e começar a criar perfil de caça do casal em sites de relacionamentos. Não que não possam fazer isso, mas a proposta é bem diferente e bem mais simples. Se já conversaram sobre o causo de poder algum dia acontecer essa possibilidade, se ambos estão seguros e confiantes no seu taco, por que não aceitar aquela investida de um desconhecido ou mesmo de um conhecido distante? Tá, mas como assim? Seguinte, não há como negar que somos humanos. Vez ou outra na vida aparece alguém e dá em cima da gente. Nos relacionamentos fechados normais (convencionais ou tradicionais, conforme citado no quadro acima) fingimos que não vemos, ou cortamos assumidamente, ou cedemos secretamente e depois já sabemos o resto. Mas se essa pessoa que deixou a asinha no meio do caminho ou deixou cair o lenço for interessante? Por que não ficar atento ao sinal, sem necessariamente corresponder, e comunicar ao parceiro que pode ser  ou que “está rolando um clima”? A partir daí é combinarem se ambos concordam, como e quando isso poderia acontecer, se com a presença de ambos ou não, se o outro vai investir em outra pessoa no mesmo momento, no mesmo lugar ou a parte ou vai apenas ficar jogando cartas com os amigos, o que pode deixar rolar ou não, se o outro parceiro não quer fazer nada, etc. (ver exemplos de Relacionamento aberto limitado no quadro acima). Existem outras possibilidades, para casais menos abertos a conversa, mas que admitem que isso pode acontecer: Não contar, mas deixar autorizado que caso aconteça, deixa rolar. Isto é, uma autorização prévia, também concebida no relacionamento tipo aberto limitado (supra citado no quadro).

A questão em todos os casos é que fique tudo claro, sempre.

Ao menos em relação ao que pode e ao que não pode, para evitar que se machuquem, pois é isso que ninguém quer. Acredito que se o objetivo não é abrir o relacionamento para o público, que não se assuma. Evitem fazer isso em público. Sabemos que a sociedade ainda se preocupa mais com a vida alheia que com a própria. Realmente basta estar claro para os dois, isso é o que mais importa. Sem dúvida seria melhor não ser julgado, não alimentar fofocas, mas como diz a Adriana Calcanhoto na música do Leoni: “os outros são os outros e só”. Se acredita que está preparado para algo diferente ou não: Leia os artigos nos links ao final desta matéria.


(Pausa para lanchinho).

Se já entendeu pode parar de ler aqui e pular direto para os links ao final desta matéria, se está gostando ou se não entendeu, leia mais um pouquinho: (sugiro que leia o link 1 e volte aqui para ler o restante)

“Depois que houver traição nunca mais será a mesma coisa”. Será? Acho que o próprio conceito de “traição” pressupõe isso. Por isso é preferível que tudo fique às claras antes de acontecer. Mas digamos que “já foi”, “não deu pra resistir” e a “cagada já ta aí”, ainda sou adepto de manter a verdade, sempre. Acontece que se casamos ou namoramos sério, temos que saber como é o temperamento de nosso parceiro. Como ele reagiria a um caso desse tipo. Pois como em alguns exemplos acima, se o cara conhecia a parceira ao ponto de saber que ela JAMAIS perdoaria ao ponto de terminar a relação, sinceramente, era realmente melhor ter se arrependido sozinho e guardado pra si.

– Ah, mas estás defendendo quem age errado!!!

Não. De forma alguma. Mas sim estou questionando se vale a pena perder uma relação que tem tudo de muito legal, por causa de uma idiotice que já passou? Sinceramente acho que a mulher do caso contado no link 1 (leituras complementares abaixo) realmente não o merecia por ela ser besta assim de terminar após o parceiro contar a verdade sobre ter traído. Estou defendendo que felicidade é muito mais do que isso. Pensemos em todos os problemas de ter uma família que poderia se amar mas que está separada e criando filho a distância por uma bobagem. Bobagem sim. Começando por outro chavão:

“Nesta vida não temos nada de verdade. A única coisa que é realmente nossa é nosso corpo”.

Então, qual o problema de sentir prazer com meu corpo do jeito que eu escolher? Nenhum, desde que teu prazer não prejudique o meu! Neste sentido, não sou dono do teu corpo, pelo mais que sejamos casados. Teu corpo é teu!

Quando casamos ou namoramos firme ou moramos juntos, fazemos sim um contrato informal ou formal (para os que casam). E as entrelinhas deste contrato dizem que:

– Tentarei te fazer feliz todos os dias que estivermos juntos! E isto é mais importante que “serei 100% teu e de mais ninguém”, nem em pensamento (como se isso pudéssemos controlar).

O que isto quer dizer que: se teus atos não me fazem mal, se não te tomam o tempo que estarias comigo, se não deixarão você mal falado (infelizmente parte da sociedade é uma merda que se preocupa mais com a vida alheia que com a própria), se não te provocarão ao ponto de querer me deixar por causa deles, se não me deixarão nenhuma doença, se não prejudicarão nosso filho ou nossa convivência: – Viva e seja feliz!!! Como casal, prefiro que conversemos tudo isso antes, como bons amigos, e sabe por que amigos e não como namorados? porque amigos dão bons conselhos. Sempre defendi, em meus relacionamentos, que

antes de sermos amantes devemos ser bons amigos

e é inclusive isso que quero deixar claro. (Não é a toa que vou para 10 anos de relacionamento firme e estável em breve). Claro que tudo isso requer muita maturidade. E não, não começamos nosso namoro assim, isso fomos desenvolvendo ao passar dos anos, com muita amizade, muita conversa e confiança. Já tivemos nossas experiências, algumas como as citadas, gostamos de umas, desaprovamos outras, experimentamos enfim. A conversa e o acordo mútuo é a solução, sempre. Ambos devem estar satisfeitos. Na dúvida de como fazer, peça pro parceirx ler este texto e conversar contigo depois. Acho que pode ajudar. Passe o link pra ele.😉 Trair, Mentir… não não, ou Abrir? vocês tem que ver se é pra vocês. Respeitar, Falar, Confiar? Ah, isso sempre.


LINKS – LEIA TAMBÉM:

Páginas interessantes sobre o assunto, com outras opiniões. Leituras complementares. (Estes links não necessariamente representam as ideias deste autor, apenas complementam ou até contrariam, para que você desenvolva sua própria forma de pensar)

1. Quando contar ou não sobre uma traição – http://www.pergunteaumamulher.com/2014/02/quando-contar-ou-nao-sobre-uma-traicao.html ou aqui.

2. Quiz: “Ninguém deveria se preocupar se o parceiro transa com outra pessoa” e teste para ver se sua relação te consome demais – http://mulher.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2012/12/08/ninguem-deveria-se-preocupar-se-o-parceiro-transa-com-outra-pessoa-diz-psicanalista.htm ou aqui.

3 Coisas que você faz e destroem as suas relações – http://www.comum.vc/conteudo-aberto/2016/6/10/3-coisas-que-voce-faz-e-destroem-as-suas-relacoes.

4. Evitar discussões pode acabar com seu relacionamento – http://super.abril.com.br/blogs/cienciamaluca/evitar-discussoes-pode-acabar-com-seu-relacionamento/ ou aqui.

5. As regras que a esposa de Albert Einstein precisava seguir para ficar com ele – http://super.abril.com.br/blogs/historia-sem-fim/veja-as-regras-que-a-esposa-de-albert-einstein-precisava-seguir-para-ficar-com-ele/ ou aqui.

6. Nudez e vergonha do corpo – http://arthurlacerda.wordpress.com/2014/01/25/nudez-e-vergonha-do-corpo/ ou aqui.

7. Fotos de mulheres nuas discute sexualidade como tabu – http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/2014/05/1452236-mostra-com-fotos-de-mulheres-nuas-discute-sexualidade-como-tabu.shtml ou aqui.

8. Postagem censurada pelo Facebook – http://antropologiaseimagem.tumblr.com/post/80856105084/postagem-censurada-pelo-facebook-o-fotografo ou aqui.

9. Fotos mostram os fetiches sexuais das pessoas – http://www.hypeness.com.br/2013/07/serie-fotografica-mostra-os-fetiches-sexuais-das-pessoas/ ou aqui.

10. Quer iniciar no mundo corno e não sabe como – http://mycuckold.blogspot.pt/. 11. Rede social sobre Fetiches, BSDM e outras parafilias – https://fetlife.com/.

12. O que são Parafilias – https://pt.wikipedia.org/wiki/Parafilia ou aqui.

13. Blog sobre BSDM, parafilias e outras formas de sexo diferentes – http://www.seuprazer.net/ ou aqui.

14. Várias postagens sobre ser corno ou cuckholding – http://www.seuprazer.net/category/parafilias/cuckold.

15. Manual para ser corno – http://www.seuprazer.net/manual-para-ser-um-corno-cuckold-fetish.html ou aqui.

16. Os 6 Tipos de Relacionamentos e como geri-los – http://www.lovesystems.com.br/conselhos_de_seducao/relacionamento ou aqui.

17. Casal Sem Vergonha, blog para pensar e abrir a cabeça saindo da rotina – http://www.casalsemvergonha.com.br/.

18. Pau-amigo, vários artigos – http://www.casalsemvergonha.com.br/?s=P.A..

19. Menage ou threesome, vários artigos – http://www.casalsemvergonha.com.br/?s=threesome.

20. Gosto não se discute: Fio dental para homens – https://estilo.catracalivre.com.br/2014/06/lancada-na-reino-unido-sunga-estilo-fio-dental-para-homens/.

21. Em defesa da liberdade de mostrar o peito: Biquini com estampa de mamilo – https://estilo.catracalivre.com.br/2014/06/mulheres-criam-biquini-com-estampa-de-mamilos-como-forma-de-protesto/.24

22. Ser humano deve trocar de parceiro a cada 5 anos – http://noticias.seuhistory.com/escritor-espanhol-garante-o-ser-humano-deve-trocar-de-parceiro-cada-cinco-anos.

23. 10 experiências sexuais que todos deveriam ter uma vez na vida – http://www.obaoba.com.br/pegacao/noticia/10-experiencias-sexuais-que-todos-deveriam-ter-uma-vez-na-vida.

24. Documentário mostra dia-a-dia de adeptos do poliamor – https://catracalivre.com.br/geral/cidadania/indicacao/documentario-mostra-dia-a-dia-de-adeptos-do-poliamor/ – e o vídeo em – http://vimeo.com/23988620 ou https://www.youtube.com/watch?v=H3SbBZNotuc. Veja Também: Três documentários que falam sobre poliamor e suas infinitas maneiras de dizer ‘eu te amo’ – https://catracalivre.com.br/geral/invencoes-ideias/indicacao/tres-documentarios-que-falam-sobre-amor-e-suas-infinitas-maneiras-de-dizer-eu-te-amo/.

25. Fitoterápicos para aumentar a LibidoTribulus terrestris, Maca ou viagra peruano, Ginseng siberiano, e Gingko biloba – http://www.personare.com.br/fitoterapicos-para-aumentar-a-libido-m5207.

26. Regras para amizades coloridas – http://m.huffpost.com/br/entry/5648097.

27. A Monogamia é uma Prisão – O que é Monogamia, Poligamia e Relacionamento aberto – http://papodehomem.com.br/a-monogamia-e-uma-prisao/.

28. Felicidade dos recém-casados se esgota em dois anos, diz especialista OU DICAS PARA SER FELIZ – http://saude.terra.com.br/felicidade-dos-recem-casados-se-esgota-em-dois-anos-diz-especialista,301a9581f6c68410VgnCLD200000b1bf46d0RCRD.html.

29. Monogamia pra quem? Blogueiras Negras – http://blogueirasnegras.org/2014/09/04/monogamia-pra-quem/.

30. A diferença entre amor e desejo, segundo seu cérebro – http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/Neurociencia/noticia/2014/07/diferenca-entre-amor-e-desejo-segundo-seu-cerebro.html.

31. Casal religioso cria site de swing para troca de parceiros cristãos – http://revistamarieclaire.globo.com/Comportamento/noticia/2014/09/religioso-casal-cria-site-de-swing-para-troca-de-parceiros-cristaos-e-versiculos-da-biblia.html.

32. Testezinho bobo: Você tem ciúmes? – http://pt.what-character-are-you.com/d/pt/521/0.html#_=_ .

33. O que é Poliamor? – http://www.temilade.com.br/wordpress/?p=87.

34. Eu tenho uma revelação a fazer: Talvez você nunca tenha amado! (video) – http://www.contioutra.com/eu-tenho-uma-revelacao-fazer-talvez-voce-nunca-tenha-amado/.

45. Reduce Prostate Cancer Risk By Sleeping With Lots Of Women – But Not Men. (Dormir com mulheres diferentes reduz risco de cancer de próstata, mas não com homens – tradução livre do autor em favor da poligamia ou abertura do relacionamento por saúde) – http://www.science20.com/news_articles/reduce_prostate_cancer_risk_by_sleeping_with_lots_of_women_but_not_men-147845.

46. Entrevistas do Pergunte a uma Mulher – http://www.pergunteaumamulher.com/category/entrevistas/page/2 :
Com um homem hétero que pratica inversão – http://www.pergunteaumamulher.com/2013/03/entrevista-com-um-homem-hetero-que.html.
Sou mulher, comedora e dominadora. Qual é o problema nisso? – http://www.pergunteaumamulher.com/2014/03/sou-mulher-comedora-e-dominadora-qual-e-o-problema-nisso.html.
Como convenci minha mulher a transar com outro – http://www.pergunteaumamulher.com/2012/10/te-conto-como-convenci-minha-mulher.html.
Entrevista com um CrossDresser CD – http://www.pergunteaumamulher.com/2013/04/entrevista-com-um-crossdresser-cd.html.
Entrevista com casal Naturista/Nudista – http://www.pergunteaumamulher.com/2014/10/entrevista-com-um-casal-nudistanaturista.html.
Entrevista com um praticante de BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) – http://www.pergunteaumamulher.com/2014/06/entrevista-com-um-praticante-de-bdsm-bondage-disciplina-dominacao-submissao-sadismo-e-masoquismo.html.
Casal swinger, que faz troca de casais – http://www.pergunteaumamulher.com/2013/06/entrevista-sobre-swing.html.

47. Fotógrafa registra momentos íntimos de seu relacionamento aberto – https://estilo.catracalivre.com.br/modelos/fotografa-registra-momentos-intimos-de-seu-relacionamento-aberto/#.

48. Como seriam os relacionamentos humanos se nós usássemos rituais de acasalamento dos animais? – https://catracalivre.com.br/geral/sustentavel/indicacao/como-seriam-os-relacionamentos-humanos-se-nos-usassemos-rituais-de-acasalamento-dos-animais/ ou em inglês http://humoncomics.com/archive/animal-lives.

49. Terapeuta norte-americana se oferece para ‘dormir de conchinha’ com clientes. Ideia é criar energias amorosas sem conotação sexual. Conchinha, cafuné, abraço – https://catracalivre.com.br/geral/negocio-urbanidade/indicacao/norte-americana-cria-empresa-que-oferece-dormir-de-conchinha/https://www.facebook.com/CuddleUnyc.

50. Elas também curtem: sites pornôs para Mulheres que você precisa conhecer – http://vip.abril.com.br/elas-tambem-curtem-5-sites-pornos-para-mulheres-que-voce-precisa-conhecer/.

51. Novo app viabiliza sexo em grupo – https://catracalivre.com.br/geral/aplicativo/indicacao/novo-app-viabiliza-sexo-em-grupo/ e http://3nderapp.com/.

52. Carnaval 2015: Mocidade causa polêmica com casais de todos os gêneros em carro sobre sexo – http://extra.globo.com/noticias/carnaval/mocidade-causa-polemica-com-casais-de-todos-os-generos-em-carro-sobre-sexo-15350829.html.

53. O desapego nos relacionamentos – https://pramashanti.wordpress.com/2015/03/23/o-desapego-nos-relacionamentos/.

54. Cuidado: Entre quatro paredes: o machista de esquerda – https://hedra.com.br/blog/entre-quatro-paredes-o-machista-de-esquerda.

55. Mais que questão de respeito: Ilustrações mostram como comentários maldosos afetam a vida das pessoas. http://www.hypeness.com.br/2014/07/como-podem-ser-danosas-algumas-coisas-que-falamos/.

56. Deixa alguém gostar de você, caralho!!! – http://umtravesseiroparadois.com.br/deixa-alguem-gostar-de-voce-caralho/.

57. Nós, os fabricantes de solidão. É um erro acreditar que a experiência de se relacionar superficialmente irá gerar experiência para um relacionamento duradouro. Relacionar-se superficialmente ensina a ser cada dia melhor nisso, enquanto a experiência de fazer durar só se adquire fazendo durar – http://obviousmag.org/inquietudes/2015/05/nos-os-fabricantes-de-solidao.html#ixzz3a7L8ozSM.

58. Mulher tira folga do marido e vai para cama com estranhos durante um ano – http://ela.oglobo.globo.com/vida/mulher-tira-folga-do-marido-vai-para-cama-com-estranhos-durante-um-ano-15878553.

59. Se você é indeciso vale ler e tomar cuidado: Teoria das pessoas complexas – http://www.brasilpost.com.br/aina-cruz/teoria-das-pessoas-comple_b_7489582.html.

60. Promiscuidade e infidelidade estão no DNAhttp://super.abril.com.br/blogs/cienciamaluca/promiscuidade-e-infidelidade-estao-no-dna/.

61. Você é uma pessoa emocionalmente forte? – http://www.equilibriovida.com/2015/07/voce-e-uma-pessoa-emocionalmente-forte/.

62. RELACIONAMENTO É PARCEIRIA E NÃO PROPRIEDADE – https://ventomar.wordpress.com/2015/06/08/relacionamento-e-parceria-e-nao-propriedade/.

63. O que um Casamento Aberto ensinou a um homem sobre Feminismo – http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2015/08/o-que-um-casamento-aberto-ensinou-um.html.

64. Selfies de Pênis, Fetiches e Putaria: Destrinchando uma Rede Social que Pretende Conectar os Surubeiros Brasileiros – http://www.vice.com/pt_br/read/sexlog-brasil-destrinchando-uma-rede-social-que-pretende-conectar-os-surubeiros-brasileiros.

65. Desde posições mais comuns até brinquedos mais usados, rede mapeou o perfil sexual do brasileiro – http://elastica.abril.com.br/o-sexlog-rede-social-de-sexo-reuniu-dados-reveladores-sobre-o-que-a-galera-curte-na-cama.

66. Dez coisas que homens fazem errado durante o sexo. http://vulvarevolucao.com/2015/10/05/10-coisas-que-homens-fazem-errado-durante-o-sexo/.

67. Amor livre ou sexo livre? Sobre amor, relacionamentos abertos e amizade. http://clitorislivre.com.br/2015/08/18/amor-livre-ou-sexo-livre-sobre-amor-relacionamentos-abertos-e-amizade/.

68. Poliamor é para pessoas ricas e bonitas. http://blogueirasfeministas.com/2014/02/poliamor-e-para-pessoas-ricas-e-bonitas/.

69. Traição é Natural? | Nerdologia 69. https://www.youtube.com/watch?v=IVHW4wx6R9A.

70. Tudo deu errado, não teve jeito = Dicas para esquecer um amor ou relacionamento – http://super.abril.com.br/blogs/cienciamaluca/3-dicas-da-ciencia-para-esquecer-um-amor/.

71. Sexo casual não precisa ser vazio, frio, raso. http://lounge.obviousmag.org/coffee_is_my_boyfriend/2015/09/sexo-casual-nao-precisa-ser-raso.html.

72. Relacionamento aberto for dummies: dez dicas do que é e do que não é – https://medium.com/@laurampires/relacionamento-aberto-for-dummies-dez-dicas-do-que-é-e-do-que-não-é-29055ec05ac6.

73. Não existe relação livre sem responsabilidade afetiva – https://amoreslivres.wordpress.com/2016/06/05/nao-existe-relacao-livre-sem-responsabilidade-afetiva/.

100. Meta: transar com 100 homens em 2011 – http://www.casalsemvergonha.com.br/2011/08/15/meta-transar-com-100-homens-em-2011/ ou aqui.

101. How Romanticism Ruined Love (Como o romantismo acabou com o amor – acione as legendas em português) – https://www.youtube.com/watch?v=jltM5qYn25w.

102. O que o Poliamor não é. https://vidapoliamor.wordpress.com/o-que-o-poliamor-nao-e/.

103. Quando dois é pouco – O poliamor como alternativa de relacionamento. http://www.sobrepsicologia.com.br/artigos/quando-dois-e-pouco.html.

104. O que os relacionamentos abertos têm a ensinar aos monogâmicos? – http://www.bbc.com/portuguese/vert-fut-36701662.

105. Sobre geração millennials e compersão: Os jovens estão realmente mais abertos ao poliamor ou só curtem trair? – http://www.vice.com/pt_br/read/poliamor-millenials-ciumes-traicao.

106. Quiz, Teste comportamento: Você daria conta de um relacionamento poliamoroso? – http://estilo.uol.com.br/comportamento/quiz/2016/07/19/voce-daria-conta-de-um-relacionamento-poliamoroso.htm.

107. Monogamia, Liberdade e Feminismo – http://aquelasmulheres.tumblr.com/post/74082902329/monogamia-liberdade-e-feminismo.

108. Amor e liberdade nos dias atuais – https://docoracaoaboca.wordpress.com/2016/08/17/amor-e-liberdade-nos-dias-atuais/.

.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.157 outros seguidores