A cada ano vemos ou ouvimos uma série de gírias, calão ou palavras, formas de expressar que antes não existiam ou eram usadas de forma distinta. Neologismos.

neologismo

substantivo masculino

LING
  1. 1.
    emprego de palavras novas, derivadas ou formadas de outras já existentes, na mesma língua ou não.
  2. 2.
    atribuição de novos sentidos a palavras já existentes na língua.
  3. 3.
    unidade léxica criada por esses processos.
Origem
⊙ ETIM neologia + -ismo

 

Após certa idade a gente acaba perdendo a referência de desde quando passamos a usar tal forma de expressão. Então neste instante resolvi começar a registar alguns que fui aprendendo ao longo dos últimos anos, resultando, quem sabe, num dicionário de neologismos da língua portuguesa brasileira.

Por questão de ordem, colocarei organizados primeiramente por anos, em seguida por ordem alfabética, seguidos dos possíveis significados.

Quem quiser encontrar por uma expressão específica, clique em procurar em seu navegador (ou Ctrl+F).

Quem quiser contribuir, me escreve que eu coloco aqui.

2017

nave – diversos significados de acordo com o contexto.

2016

brusinha – blusinha. Algumas expressões passaram a ser pronunciadas substituindo o L pelo R, acredito que com caráter de rustificação propositalmente, como se fosse falado por alguém que fala errado.

catioro – cachorro, cão, pronunciado como se fosse italianado “caccioro“.

flopar – deixar no vácuo, deixar sem resposta. Uma postagem que ninguém comenta, flopa. Contrário de flodar.

lacrar, lacrou, dar aquele lacre – dar um argumento muito bom ou definitivo, que teoricamente encerra uma discussão.

passar resenha – ficar com alguém, pegar, dar uns beijos e amassos.

 

2015

crush – da palavra igual em inglês, e com mesmo significado de “namoro” ou “paixão súbita”. Neste caso usado muito como referência para alguém que se está ficando e que se conheceu pela internet ou aplicativos de encontro ou apenas alguém que se está interessado, a fim. Crushar/ter um crush – atração por alguém que pode ser tão breve quanto uma troca de olhares ou durar uma vida toda.

flodar – encher de respostas ou não deixar outras pessoas responderem. Quando se publica muitas coisas em seguida uma da outra. (sem certeza do ano)

miga – amiga.

migue – amigo ou amiga, em um uso neutro da linguagem de gênero.

olar – “olá”.

2014

nudes – originalmente esta palavra significa um tom de cores. Nesta época passou a ser usado também como nú, de nudez. Usado para solicitar que as pessoas enviassem ou publicassem fotos nuas, peladas. (dúvida do ano)

tombar – causar, chamar a atenção através de uma ação (trazida por Carol Conka).

2013

estalquear – do inglês stalker, perseguidor. Usado na internet para se referir ao ato de ficar fuçando no perfil de alguém em busca de informações, ou de forma pior e literal, ficar no pé, comentar em todas as postagens de uma pessoa durante muito tempo, etc.

2012

shipar – torcer pela relação de alguém. Do inglês shipping.

selfie, selfismo – ato de se autofotografar. Ato de enaltecer o próprio ego fazendo biquinhos, caras e bocas nas fotos.(sem certeza do ano)

2011

miguxes, miguxos – amigos (sem certeza do ano)

2010

 

2008

_íneo – Sufixo “íneo” substituindo o sufixo “inho” com a intenção de deixar “fofíneo” (fofinho). Ex.: gatíneo (gatinho), cavalíneo (cavalinho), tadíneo (tadinho), etc.

kibar ou quibar – roubar ideias sem citar a fonte.

1999

fora da casinha – pessoa sem noção, que faz comentários sem sentido (sem certeza no ano).

1996

migué – “dar um migué”, enrolar, enganar, dizer que vai fazer algo e não fazer.

Links relacionados:

  1. Onde comentar e fazer sugestões de novos neologismos (sempre citando a explicação e o ano em que surgiu):

https://www.facebook.com/marceloventuri/posts/10154469136837732?comment_id=10154469181037732&notif_t=feed_comment&notif_id=1483540252190374

e em

https://www.facebook.com/marceloventuri/activity/10154469126572732?comment_id=10154469537702732&ref=notif&notif_t=open_graph_action_comment&notif_id=1483552158720191

2. Deixando o X e a @ pra trás na linguagem neutra de gênero – http://partidopirata.org/deixando-o-x-para-tras-na-linguagem-neutra-de-genero-por-juno/.

3. Grupo de gírias idosas, no facebook – https://www.facebook.com/giriasidosas/.

4. Por gostamos tanto de usar gírias. https://www.nexojornal.com.br/podcast/2017/09/24/Por-que-gostamos-tanto-de-usar-g%C3%ADrias

 

Anúncios